terça-feira, 20 de abril de 2010

Um outro livro que estou a ler

 Comecei a ler mais um livro, num momento de vazio, telefonei á minha amiga de conversas importantes, ambas já tinhamos o pijama vestido, mas decidimos nos encontrar no lugar do costume para conversar....andámos sensivelmente uma hora ás voltas nas ruas da cidade durante a noite, o tempo todo a conversar, a trocar ideias, impressões....foi realmente bom ouvir, ser ouvida, mesmo que depois ao regressar a casa, as lágrimas não parassem de escorrer no rosto.
 Mas bem, comecei então a ler mais um livro que ela me emprestou, é como se em cada momento da minha vida, ela me entregasse uma carta para eu me encontrar, para eu me conhecer, para eu pensar no meu canto, sem ouvir palavras, só as sentir.
 Desta vez o livro é como ele próprio diz as 10 regras para alcançar a felicidade no amor, interessante, sorrimos as duas quando me passou este testemunho, o livro intitula-se "O amor é uma carta fechada" de Joaquim Quintino Aires.....
 Comecei ontem á noite a ler, e estive agarrada a ele mais ou menos umas 2 horas, li mais ou menos 80 páginas, não continuei porque os meus olhos doiam de as lágrimas cairem enquanto passavam por as palavras.
 Muitas coisa concordo, algumas nem assim tanto, mas é obvio que todos nós temos direito á nossa opinião, consoante aquilo que vamos aprendendo ao longo da vida.
 Aqui pretendo mais uma vez deixar pedaços de frases que me marcaram e fizeram pensar, desejo que aqueles que por aqui passarem, também consigam aprender ou simplesmente confirmar algo que já sabiam.
 Inicialmente, gostei da expressão: "O amor aprende-se. Não nascemos ensinados a amar. Apenas nascemos a precisar de amor."
 Achei interessante ele inicialmente focar três estágios, primeiro a atração, depois a paixão (e aí é onde todos nós nos perdemos) e depois o amor. Já tinha esta ideia, mas depois de começar a ler o livro, e de olhar para a minha vida e vida de pessoas que conheço, vejo que é mesmo real.
"O amor quando se atinge, é alegria, realização. Não tem a ver com o sofrimento."
"O amor não acontece. Constrói-se. E a melhor estratégia é começar hoje mesmo, porque o caminho é longo."
"Por vezes, as emoções invadem todo o nosso raciocinio, que passamos a funcionar numa falsa lógica, onde tudo se explica e justifica."
"O amor é o vínculo que criamos com outro adulto de modo a assegurar a nossa saúde mental."
"Nós também temos os nossos desejos, as nossas vontades e é evidente que seguindo apenas o nosso ponto de vista, muitas vezes podemos ser injustos com a pessoa com quem compartilhamos a vida. Mais sendo alguem de quem gostamos, não queremos que sofra ou que se fruste. O sofrimento da pessoa amada é muitas vezes sentido como um sofrimento nosso. Mas também é verdade que a outra pessoa pode tornar-se muito injusta e incorrecta conosco. Por isso avaliar qual dos dois está correcto, quando as opiniões ou posições diferem, é uma tarefa tão importante quanto difícil. Ainda assim, é fundamental para uma relação amorosa verdadeira que tenhamos essa capacidade. Até porque os conflitos, as diferenças de opinião e de atitude, naturalmente vão acontecer."
"Ver mais é a palavra chave. Ver mais do que aquilo que estamos a sentir. Conseguir colocar-se "numa posição" que permita olhar a nossa vida como se se tratasse da vida de outra pessoa. "construir consciência". A consciência é como se tivéssemos criado uma outra pessoa dentro do nosso próprio corpo e, quando temos de tomar decisões, então essa outra pessoa, que somos ainda nós, age como um conselheiro. Mas não o conselheiro que não gostamos de ouvir..."
"Contudo ter muita informação não é o trabalho todo. É apenas o primeiro passo...É necessário agir." 
"A longo prazo, a pessoa com valor mais elevado nesta categoria ( categoria do afecto, e valor mais elevado porque são as pessoas que necessitam de mais atenção), sente-se muitas vezes rejeitada e esquecida, enquanto que, para o outro, a relação e as possiveis reclamações se transformam em sufoco."

E até aqui foi o que me tocou naquilo que eu sinto e passo, é obvio que cada um tem algo que lhe diz mais, vejo por exemplo entre mim e a minha amiga, ela tem partes sublinhadas no livro que lhe dizem mais do que a mim, tal como eu vi pontos diferentes que me marcaram.
Boa leitura.
Kiss Kiss

2 comentários:

Sandra disse...

Relamente o amor só constroe.
Venha ver quem está comigo hoje neste cantinho.
http://sandraandradeendy.blogspot.com/
Se você gostar de lá, fica o convite para ser minha seguidora.
Um grande abraço Pri.
Sandra

Sandra disse...

Já estou te seguinte. seu texto é muito bom.. Traz pontos muito significativos.
Carinhosamente,
sandra